Pela primeira vez em 23 anos, há uma Chefe Cozinheira do Ano: Ana Magalhães vence concurso

Chef de partida no Six Senses em Lamego, Ana Magalhães conquistou o primeiro lugar no “maior e mais importante concurso de cozinha para profissionais em Portugal”

Foto
Ana Magalhães, Chefe Cozinheira do Ano dr

“Depois de 23 anos, é uma mulher a ganhar esta competição, mostrando que também somos muito capazes. Estou muito orgulhosa do trabalho que fiz”, disse a chef Ana Magalhães, 26 anos, ostentando o galardão de Chefe Cozinheiro do Ano - a denominação do concurso não engana, já que tem sido uma raridade que o prémio, em 33 edições, vá para uma mulher. Ana Magalhães é a primeira chef a vencer este concurso nacional de cozinheiros em 23 anos.

Chef de partida no Six Senses Douro Valley, em Lamego, Magalhães foi declarada a vencedora na grande final que decorreu em paralelo à Feira Internacional de Artesanato, na FIL, em Lisboa, esta quarta-feira.

A chef Ana Magalhães, formada em Gestão e Produção de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo de Lamego, e que antes do Six Senes passou pela Quinta de Nossa Senhora do Carmo, Vila Park, Hotel Falésia e The Yeatman, venceu o concurso com um menu composto por escabeche de cavala com amêndoa e ervas (entrada), grão-de-bico com línguas de bacalhau (prato de peixe), cabrito assado com arroz de miúdos (prato de carne) e leite-creme de alfazema, chocolate, mel e limão (sobremesa). A jovem cozinheira conquistou ainda o prémio Sustentabilidade Makro.

Prato de Bacalhau Filipe Vera-Cruz
Prato de Carne Filipe Vera-Cruz
Entrada Filipe Vera-Cruz
Sobremesa Filipe Vera-Cruz
Fotogaleria
Filipe Vera-Cruz

Os segundo e terceiro lugares, respectivamente, foram para Fábio Santos, do Restaurante Landeira, em Tomar, e Nuno Dinis Ferreira, do Bairro Alto Hotel, em Lisboa.

Antes de Ana Magalhães, apenas cinco cozinheiras tinham conquistado a distinção máxima: Adelaide Fonseca (1991), Adozinda Gonçalves (1993), Celsa Vilalobos (1995) e Carla Rodrigues (1999). No ano passado, o prémio foi para Tony Martins, chef do grupo Jase Hotels & Resorts.

Foto
Nuno Fernandes, Ana Magalhaes e Fabio Santos Filipe Vera-Cruz

Organizado pelas Edições do Gosto, lideradas por Paulo Amado e que também organizam o Jovem Talento da Gastronomia, o Congresso dos Cozinheiros e publicam a INTER Magazine, o concurso pretende reconhecer “o talento de cozinheiros profissionais, de Norte a Sul do país”. É composto por três etapas regionais nas Escolas de Hotelaria e Turismo de Portugal (Estoril, Portalegre, Porto).

Na final, a prova e avaliação foram da responsabilidade de um júri composto, entre outros, por profissionais da cozinha (casos de António Bóia, do JNCQUOI, ou Louis Anjos, do Al Sud, uma estrela Michelin) e a Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal.

Noutras edições, sagraram-se vencedores futuras estrelas como Fausto Airoldi, Vítor Matos, Tiago Bonito, Henrique Sá Pessoa, Luís Américo, Luís Gaspar ou João Rodrigues.

Sugerir correcção
Comentar