Bancos centrais enterram em Sintra o tempo da inflação e juros baixos

Depois de anos de inflação muitas vezes abaixo das metas e de taxas de juro muito baixas para evitar a deflação, economistas e responsáveis dos bancos centrais acreditam que, mesmo depois do combate ao pico de inflação que actualmente se regista, as coisas já não voltarão a ser as mesmas no futuro

Foto
Reuters/European Central Bank

De regresso a Sintra, depois de dois anos de interregno por causa da pandemia, o Fórum onde o Banco Central Europeu discute com académicos e com especialistas dos mercados os principais desafios da política monetária deparou-se com um cenário económico completamente diferente, principalmente no que diz respeito à inflação.

Sugerir correcção
Comentar