Relatório do LNEC recomenda novo reforço de arco da Sé de Lisboa, o que obriga a “ajustes no projecto”

Documento cuja consulta pública a DGPC tem vindo a recusar está finalmente disponível. Feito em articulação com a equipa que intervém no claustro do monumento, alerta para riscos sísmicos excessivos, mesmo depois da obra concluída. Estudam-se agora soluções para os evitar.

Foto
O estaleiro da Sé de Lisboa em Setembro de 2020, tendo bem visível o arco extremo do claustro sul Rui Gaudêncio

Mais de quatro anos depois do início das obras no claustro da Sé Patriarcal de Lisboa, com duas interrupções pelo meio, a última superior a um ano, a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), que acompanha a intervenção a pedido dos responsáveis pela Sé, garante que os trabalhos recomeçarão muito em breve.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários