Restaurar o mundo no sítio dos pássaros feridos

A experiência do mundo por um ser ferido: Ilha dos Pássaros, da dupla Maya Kosa e Sérgio da Costa. É o cinema como rito de passagem, coisa obscura, deslize de consequências imprevisíveis. Que retém, dessa viagem, os seus segredos.

Foto

Em 2015, Maya Kosa e Sérgio Costa entregaram-se a uma transfiguração sem cuidarem do que estava do outro lado. O que é que pode estar do outro lado do documentário? A ficção? Ninguém sabe. Uma ressurreição?

Sugerir correcção
Comentar