Terrorista dos atentados de Paris em 2015 condenado a prisão perpétua

Salah Abdeslam, que não levou a cabo o ataque suicida que lhe estava destinado, foi considerado co-autor de 130 homicídios. Os outros 19 acusados foram condenados a penas entre os dois anos e a prisão perpétua.

Foto
Reuters/CHRISTIAN HARTMANN

O único atacante dos atentados de Novembro de 2015 em Paris que continua vivo foi condenado a prisão perpétua incondicional, tal como pedia o Ministério Público francês.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários