Sentença de Ghislaine Maxwell é conhecida esta terça: 20 anos de prisão como “bode expiatório” ou até 55 por ser “agressora”

A filha do magnata da imprensa Robert Maxwell foi namorada, melhor amiga e “faz tudo” de Jeffrey Epstein, que morreu numa cela de alta segurança, acusado de abusos sexuais de menores. Pode agora ser condenada a uma longa pena de prisão. Defesa pediu adiamento da sentença.

Foto
Ghislaine Maxwell conheceu Epstein em 1988 DAVIDOFF STUDIOS/GETTY IMAGES

Ghislaine Maxwell, filha de Robert Maxwell, magnata da imprensa britânica morto em 1991, que deteve títulos como o Daily Mirror, foi namorada, melhor amiga e “faz-tudo” de Jeffrey Epstein, o investidor financeiro norte-americano caído em desgraça depois do escândalo de abusos sexuais de menores em que se viu envolvido. E, depois de Epstein ter sido encontrado morto numa cela da prisão de alta segurança de Manhattan, passou a ser ela o alvo das acusações de abuso e tráfico sexual. Afinal, relataram as testemunhas em tribunal, Epstein valia-se da imagem credível da britânica para atrair as suas presas.

Sugerir correcção
Comentar