Duas frenchies

Muito mais do que “companhia”, os nossos cachorros são ímanes que atraem sentimentos e fluxos de positividade, num mundo marcado pelo stress, ajudando a soltar a espontaneidade e sentido de partilha das pessoas.

Foto
Elísio Estanque

A profusão de pets em todo o mundo, o papel dos animais domésticos na sociedade, inclusive o crescente reconhecimento dos seus direitos, refletem o estatuto que hoje ocupam junto dos humanos. Eles são, sem dúvida, uma importante fonte de afetos que contribui para a coesão de uma sociedade ameaçada de deslassamento. A presente crónica não é uma “análise”, mas apenas uma partilha de experiências, no caso, com duas cadelas bulldogs franceses.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários