Trabalhadores a prazo podem regressar à reserva no fim do contrato

Novas regras do recrutamento centralizado serão discutidas com os sindicatos na quarta-feira. Serviços passam a fazer entrevista de avaliação de competências, quando até aqui não tinham intervenção no processo de selecção.

Foto
Inês Ramires, secretária de Estado da Administração Pública, reúne-se com os sindicatos a 29 de Junho Nuno Ferreira Santos

Com as novas regras do recrutamento centralizado, os serviços públicos poderão usar a reserva de trabalhadores para fazer contratações a termo. Contudo, no final do contrato, os trabalhadores podem regressar à reserva e aguardar por lugar noutro serviço.

Sugerir correcção
Comentar