Tribunal encerrou processo de protecção de Jéssica menos de um mês antes de a menina morrer

Avaliação feita pela Segurança Social considerava que já não subsistia uma situação de perigo, porque os pais se tinham entretanto separado, o que acabara com o problema de violência doméstica entre o casal que estivera na origem da sinalização.

Foto
A suspeita mais velha de envolvimento na morte de Jéssica à entrada do tribunal, em Setúbal. LUSA/RUI MINDERICO

O processo de promoção e protecção de Jéssica, a menina de três anos que foi morta no início desta semana em Setúbal, foi aberto pelo Ministério Público em Maio de 2020, quando a criança tinha um ano e quatro meses e, ironicamente, foi encerrado pelo tribunal de família e menores, em final de Maio passado, menos de um mês antes da morte da menor.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários