A “paz” para uma guerra abstracta, sem autoria, sem invasores e invadidos

Os autores do Apelo da manifestação de hoje não querem a paz na Ucrânia, se ela significar a derrota do invasor, do fautor próximo da guerra.

Foto
A guerra que não existe Reuters

Sugerir correcção
Ler 62 comentários