Politécnico e universidade juntam-se para levar inovação ao mundo rural e fixar pessoas no Alto Minho

A partir do próximo ano lectivo, os estudantes de mestrado do Politécnico de Viana vão poder desenvolver os seus doutoramentos nos municípios do Alto Minho em áreas como a viticultura ou o agro-alimentar, na sequência de um protocolo estabelecido com a UTAD. Os municípios esperam que a cooperação entre as duas instituições estimule a fixação de pessoas no território.

Foto
Investigar a raça cachena, por exemplo, pode ser uma das áreas a desenvolver Adriano Miranda

De que modo se pode avaliar o impacto das alterações climáticas na produção do vinho Alvarinho, apoiar os produtores de vacas da raça cachena ou salvaguardar o futuro do Parque Nacional da Peneda do Gerês? Para responder a estas questões, o Instituto Politécnico de Viana (IPVC) e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) formalizaram uma parceria, na passada segunda-feira, dia 20 de Junho, que permitirá trazer investigadores e especialistas ao território do Alto Minho, através do trânsito de estudantes de doutoramento de ambas as instituições de ensino superior.

Sugerir correcção
Comentar