Primeiro curso de embriologia em Portugal abre no próximo ano na Lusófona

Apesar de já existirem disciplinas em licenciaturas e mestrados, é o primeiro curso dedicado à embriologia e reprodução humana em Portugal. O objectivo é abrir já no próximo ano lectivo, diz a directora do novo mestrado da Universidade Lusófona.

Foto
Em 2017, a procriação medicamente assistida representou 3,2% dos nascimentos em Portugal BENOIT TESSIER/Reuters

As técnicas de reprodução assistida têm tido uma procura maior nos últimos em Portugal. Estima-se que cerca de 10 a 12% de todos os casais possam sofrer de infertilidade. A tendência de crescimento deve manter-se à imagem do que acontece noutros países europeus, mas ainda não existia formação especializada nesta área no ensino superior português. Esta semana, a Universidade Lusófona aprovou o Mestrado em Embriologia e Reprodução Humana que pretende iniciar já no próximo ano lectivo.

Sugerir correcção
Comentar