Investigação ao ataque ao Capitólio: pressões de Trump provocaram violência e ameaças a funcionários públicos

Quarta sessão de audiências da comissão de inquérito sobre o ataque de 6 de Janeiro de 2021 incluiu testemunhas que denunciaram o envolvimento directo do ex-Presidente dos EUA nos esforços para reverter vitória de Biden nas presidenciais.

Foto
Imagem da quarta sessão pública da comissão de inquérito ao ataque ao Capitólio Reuters/POOL

Nas semanas após as eleições presidenciais de 2020, Donald Trump empenhou-se incansavelmente numa campanha contra funcionários públicos e representantes estaduais e locais – muitos deles colegas republicanos – para mobilizar os seus apoiantes, de acordo com novas informações reveladas pela comissão de inquérito da Câmara dos Representantes que está a investigar o ataque ao Capitólio dos Estados Unidos no dia 6 de Janeiro do ano passado.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários