Monky: do sucesso digital na pandemia ao restaurante asiático em Faro

Enquanto abre em Faro um novo sushi pelas mãos do chef Rui Sequeira, aproveitámos para saborear a sua outra casa asiática, o Monky. Nasceu como uma “ghost kitchen” durante um confinamento, mas o sucesso foi tão grande que o cozinheiro algarvio decidiu torná-lo restaurante de portas abertas. A carta é um reflexo da paixão de Sequeira pelo continente asiático.

restaurante,restauracao,faro,gastronomia,fugas,algarve,
Fotogaleria
Rui Sequeira abriu o Monky em plena pandemia DR/Andre Pires Santos
restaurante,restauracao,faro,gastronomia,fugas,algarve,
Fotogaleria
Restaurante começou como marca digital durante o segundo confinamento DR/Andre Pires Santos
restaurante,restauracao,faro,gastronomia,fugas,algarve,
Fotogaleria
Abria três meses depois como espaço físico DR/Andre Pires Santos
restaurante,restauracao,faro,gastronomia,fugas,algarve,
Fotogaleria
O conceito nasce da paixão do chef algarvio pela Ásia DR/Andre Pires Santos
Monky - Restaurante Asiático
Fotogaleria
São receitas "muito simples" de diferentes países do continente asiático DR/Andre Pires Santos
restaurante,restauracao,faro,gastronomia,fugas,algarve,
Fotogaleria
“Tentamos manter tudo o mais fiel possível ao original, mas fizemos uma revisão das receitas para reduzir um bocadinho o açúcar, a gordura, e utilizar produtos de melhor qualidade e aqui da região.” DR/Andre Pires Santos
,Monky - Restaurante Asiático
Fotogaleria
Para acompanhar, uma carta de bebidas que inclui cocktails asiáticos DR/Andre Pires Santos
Bolinho de arroz
Fotogaleria
E, de quinta a sábado, há ainda DJ a animar as hostes DR/Andre Pires Santos

Contava-nos o chef de manhã que o nome, inspirado na palavra “macaco” em inglês ("monkey"), tinha uma gralha ortográfica de propósito para transmitir o lado “brincalhão, galhofa, diversão” que queria imprimir ao projecto. À noite, é com essa descontracção que nos recebe o Monky, o restaurante de comida asiática que nasceu como uma ghost kitchen no Alameda, espaço de fine dining que Rui Sequeira abriu em Faro em 2018, e cujo sucesso levaria à transposição da marca digital para um espaço físico na cidade algarvia.

Sugerir correcção
Comentar