Duas formas de fazer jornalismo

A missão do jornalista é informar com isenção e rigor, não é reproduzir acriticamente as teses de terceiros, por muito louváveis que elas sejam.

Na primeira página da edição de 4 de Junho de 2022, o jornal publicou um artigo da jornalista Joana Gorjão Henriques, com o título Refugiadas ucranianas resgatadas por suspeita de exploração laboral. De acordo com o texto, a Amnistia Internacional (AI) portuguesa resgatou duas refugiadas ucranianas no centro do país, onde uma estaria a ser vítima de exploração laboral numa fábrica. A notícia não identifica a cidadã ucraniana que trouxe as refugiadas para Portugal e que lhes arranjou trabalho, nem o nome e a localização da empresa. Os visados não foram ouvidos pela jornalista.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários