Primeira edição de Harry Potter com vários erros ortográficos vai hoje a leilão por 230 mil euros

O exemplar será leiloado esta quarta-feira, em Londres. O livro, autografado pela autora, contém alguns erros ortográficos e faz parte das 200 cópias que sobram da tiragem inicial, em 1997.

Foto
A base de licitação do livro começa nas 200 mil libras Reuters/HENRY NICHOLLS

Um exemplar da primeira edição do livro Harry Potter e a Pedra Filosofal autografado pela autora, J. K. Rowling,​ será leiloado esta quarta-feira, em Londres, no Reino Unido. A base de licitação começa nas 200 mil libras (cerca de 230 mil euros).

Numa tiragem inicial, em 1997, foram impressas 500 cópias de capa dura. Dessas, 300 foram enviadas para bibliotecas. A relíquia que será leiloada, e que contém alguns erros ortográficos, é uma das 200 cópias que sobram. O livro, que é parte da exposição A Arte da Literatura": Exposição de Empréstimo e Venda, será leiloado pela casa Christie's.

Foto
O exemplar foi autografado pela autora Reuters/HENRY NICHOLLS

Segundo Mark Wiltshire​, especialista em livros impressos e co-curador da exposição, “algumas coisas parecem ter corrido mal na produção dos livros”. Um exemplo disso é a palavra philospher (filósofo, em português), que surge na contracapa da obra, e onde o segundo “o” está em falta.

Também na página 53 do livro, revela Mark Wiltshire, numa lista que elenca os itens que os alunos têm que levar para Hogwarts, as palavras “1 varinha” surgem duas vezes.

Um dos erros encontra-se na palavra "philospher", onde o segundo “o” está em falta Reuters/HENRY NICHOLLS
Na página 53 do livro, a indicação "1 varinha" pode ler-se duas vezes Reuters/HENRY NICHOLLS
Fotogaleria
Reuters/HENRY NICHOLLS

Para o co-curador da exposição, este livro é uma “manifestação física de uma memória mágica” para muitas pessoas, o que torna o objecto “tão desejável”.

De acordo com a Livraria Lello, local que se julgava ter inspirado J. K. Rowling, foram vendidos mais de 450 milhões de exemplares deste livro em todo o mundo. A cópia preliminar da obra, que acabou por ser traduzida em pelo menos 79 línguas, terá sido enviada e recusada por 12 editoras até ser aceite pela Bloomsbury​.

À Pedra Filosofal seguiram-se outros seis livros “best-sellers” e oito filmes que foram sucesso de bilheteira. Os livros foram traduzidos para mais de 80 línguas, ganharam vários prémios, e venderam mais de 500 milhões de cópias em todo o mundo, tornando-se a série de livros mais vendida na história, partilha a escritora no seu site.

J. K. Rowling, ou Joanne Rowling, escreveu o seu primeiro livro aos seis anos. Anos mais tarde, em 1990, concebeu aquilo que viria a ser a saga Harry Potter, e em 2007 o sétimo e último livro, Harry Potter e os Talismãs da Morte, foi publicado.

No nome com que assina, o K. significa Kathleen, o nome da avó paterna da autora. O acrescento da letra foi feito a pedido da sua editora, que considerava que um livro assinado por uma mulher poderia não ser apelativo para o público-alvo inicialmente definido: rapazes jovens.

Sugerir correcção
Comentar