Covid só explica dois dos seis períodos de excesso de mortalidade em 2020, diz a DGS

A covid-19 foi a quarta causa mais frequente de morte no primeiro ano da pandemia, representando 5,9% do total dos óbitos e 2,7% dos anos potenciais de vida perdidos, calcula a Direcção-Geral da Saúde no relatório sobre “Mortalidade Geral e por Grandes Grupos de Causas” de 2020.

Foto
A DGS analisou os dados das mortes ocorridas entre 30 de Dezembro de 2019 a 3 de Janeiro de 2021 LUSA/ESTELA SILVA

Já se sabia que no primeiro ano da pandemia de covid-19 a mortalidade em geral foi atipicamente elevada. Agora, ao fim de quase um ano e meio, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) revela que identificou em 2020 seis grandes períodos de excesso de mortalidade por todas as causas e que houve mais 14% de óbitos (15.526) do que seria de esperar face à média dos seis anos anteriores.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários