O deslassar ético e o risco de regressão civilizacional

É mesmo estranho, pelo menos para mim, pensar que as mulheres das actuais e futuras novas gerações não terão direito à autodeterminação sobre o seu corpo, ao mesmo nível da liberdade que foi reconhecida às suas mães e avós e de que estas usufruíram.

Tenho cada vez mais a sensação de que se vive um deslassar dos valores éticos que presidem às sociedades democráticas, o que abre a porta à tendência para a regressão civilizacional. Exemplos desse espírito do tempo têm surgido nas últimas semanas em torno do reabrir de polémicas sobre direitos humanos, especificamente sobre o direito das mulheres à sua autodeterminação e à sua liberdade de escolha.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários