Maioria dos portugueses acha que pandemia teve impacto positivo na imagem externa do país

Estudo sobre impactos e lições de dois anos de pandemia em Portugal, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, mostra algum consenso em torno da ideia de que, em pandemia, a saúde pública deve ter prioridade sobre a actividade económica.

Foto
A confiança dos portugueses na UE subiu para 80% Reuters/Hannibal Hanschke

Portugal não perdeu a fé na democracia, embora tenha aumentado a porção de crentes em governos tecnocráticos. Reforçou a sua confiança na União Europeia. E acredita que a sua imagem internacional até não saiu mal da crise pandémica. Eis algumas ilações que podem tirar-se do estudo que esta sexta-feira de manhã é apresentado no Teatro Camões, em Lisboa, num encontro sobre modos de prevenir e mitigar os impactos de futuras pandemias.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários