A cidade de Tomás Saraceno está nas nuvens, mas não nos olha de cima

Cloud Cities Barcelona, a instalação permanente de Tomás Saraceno, flutua com invejável equilíbrio na redoma da torre Glòries, que agora se abre ao público.

Foto
DARIO J LAGANA / WWW.NORTE.IT�

Tomás Saraceno não aceita que para subir às nuvens se tenha de apanhar um avião, deixando para trás um rasto de emissões de gases de efeito estufa e uma turbulência de poluição sonora. Mas sabe que é assim que grande parte dos visitantes chega a Barcelona, onde o artista – arquitecto, cientista-cidadão, inventor, observador obsessivo, ecologista –, que propõe novas formas de ocupar, temporariamente, o espaço aéreo, deixou a sua mais recente instalação permanente, a 125 metros de altura.

Sugerir correcção
Comentar