Bolsonaro: um candidato, duas campanhas

No Brasil, uma terrível dúvida instala-se: se não for a democracia a eleger Bolsonaro, será ele a eleger-se contra a democracia?

As eleições presidenciais no Brasil estão marcadas para Outubro e a campanha eleitoral começa oficialmente só em Agosto, mas, na era da mediatização política contínua, a campanha é permanente. A comunicação eleitoral já está a intensificar-se e só vai parar nas urnas. Depois, o resultado definirá novas linhas narrativas que alimentarão a fase seguinte de uma campanha ininterrupta.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários