Reino Unido: Kevin Spacey acusado de agressão sexual a três homens

Este não é o primeiro caso envolvendo o actor, cujo nome fez parte em 2017 da primeira vaga de denúncias incentivadas pelo caso Weinstein e que constituíram o dealbar do movimento #MeToo, que chega a esta fase no sistema judicial.

Foto
Kevin Spacey em Turim, em 2021 Reuters/MASSIMO PINCA

O actor norte-americano Kevin Spacey foi acusado de quatro crimes de agressão sexual cometidos contra três homens, informou a Procuradoria britânica esta quinta-feira.

Este não é o primeiro caso envolvendo o actor, cujo nome fez parte em 2017 da primeira vaga de denúncias incentivadas pelo caso Weinstein e que constituíram o dealbar do movimento #MeToo, que chega a esta fase no sistema judicial. Mas é o primeiro a chegar a esta fase no Reino Unido, fruto de investigações encetadas logo em 2017 após várias queixas. Segundo a imprensa britânica, que cita um comunicado da Procuradoria da Coroa, os alegados casos terão ocorrido entre 2005 e 2013. Além das quatro acusações de agressão sexual, há também uma acusação de crime sexual. Em 2017, quando a polícia britânica deu início a um inquérito, Kevin Spacey foi ouvido e, diz o tablóide Daily Mirror, terá sido interrogado sobre alegados actos que remontavam mesmo a 1996.

A polícia “autorizou a formalização de acusação criminal contra Kevin Spacey, de 62 anos, por quatro crimes de agressão sexual contra três homens”, disse Rosemary Ainslie, responsável pela Divisão Especial de Crime local. “Também foi acusado de fazer com que uma pessoa participasse em sexo com penetração sem consentimento”, acrescentou, pedindo que tenha sido em conta que “Spacey tem direito a um julgamento imparcial”. Contudo, esclarece a CNN citando fontes policiais, como Spacey não está no Reino Unido, as acusações só poderão ser-lhe aplicadas formalmente quando ele entrar num dos países.

Em 2017, o actor Anthony Rapp veio a público dizer que Spacey o tinha assediado sexualmente quando tinha 14 anos e quando ambos trabalhavam — em peças diferentes — na Broadway. Rapp, que entretanto processou Spacey, abriu uma espécie de comporta que fez com que vários actores e vários homens se queixassem também publicamente de um comportamento predatório do actor de Beleza Americana e House of Cards tanto no meio laboral quanto na sua vida pessoal.

No caso dos alegados crimes cometidos no Reino Unido, a Scotland Yard investigou uma denúncia de um homem que alega ter sofrido de assédio sexual quando Spacey era director artístico do teatro Old Vic, em Londres; um homem disse ter sido agredido sexualmente quando ficou inconsciente em casa do actor quando tinha 23 anos.

Dois dos casos movidos contra o actor nos EUA caíram por terra em 2019.

Kevin Spacey tem-se declarado inocente das acusações de que é alvo, tanto em tribunal quanto publicamente. A sua carreira está quase em ponto morto desde 2017. Em 2019 andou pela Europa, nomeadamente em Portugal, onde tirou fotografias com fãs, e em Itália — onde leu nas escadas do Palazzo Massimo alle Terme, em Roma, um poema de Gabriele Tinti sobre um boxeur cuja carreira terminou. Teve um pequeno papel no filme de Franco Nero L’uomo Che Disegno Dio. Mas agora há um filme seu, Peter Five Eight, a ser apresentado aos potenciais distribuidores no Festival de Cannes, por exemplo.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários