Comícios e conversas, os modelos das campanhas à liderança do PSD

Com orçamentos idênticos (à volta de 48 mil euros) e com um desigual peso do aparelho, Luís Montenegro e Jorge Moreira da Silva têm assumido estilos diferentes para tentarem convencer os militantes de que são o melhor candidato à liderança do PSD.

Foto
Moreira da Silva e Luís Montenegro defrontam-se nas eleições directas à presidência do PSD DR

O rosto sério e sisudo de Francisco Sá Carneiro retratado na tela a preto e branco, afixada a toda a altura da parede, parece dominar a pequena sala onde perto de 20 pessoas se acomodaram para ouvir Jorge Moreira da Silva. À chegada à sede partidária local, em Torres Vedras, o candidato à liderança do PSD, certamente receando um relato sobre a reduzida mobilização para a iniciativa, já tinha avisado a jornalista do PÚBLICO: “Sabe que vem para uma sessão intimista, não sabe?”

Sugerir correcção
Comentar