Como falar com os seus filhos sobre tiroteios nas escolas

Num mundo cada vez mais ligado, as crianças não estão a salvo de estarem informadas sobre assuntos dos quais deviam ser protegidas. E, mesmo tendo o tiroteio ocorrido a milhares de quilómetros, é natural que surjam perguntas sobre o incidente norte-americano.

Foto
No tiroteio desta terça-feira, morreram 19 crianças e duas professoras, além do atirador Reuters/NURI VALLBONA

Já escrevemos esta história demasiadas vezes. Em vez de escrevermos uma nova, estamos a reformular dicas que compilámos no passado sobre como falar com os filhos sobre coisas assustadoras. Isto aplica-se a este tiroteio horrível mais recente, no Texas. Gostaríamos de não ter de repetir continuamente estas dicas, mas aqui estamos nós.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários