Sentenças de morte aumentaram quase 40% em 2021

Relatório anual da Amnistia Internacional mostra um retrato mais sombrio no ano passado, com uma subida de 20% nas execuções, muito por culpa do Irão, onde se voltou a executar mais pessoas depois de alguns anos de descida.

Foto
Protesto, em 2018, contra a aplicação da pena de morte na Arábia Saudita onde este ano foram executadas 81 pessoas num só dia DARREN WHITESIDE

No ano de 2021, o recurso à pena de morte mostrou-se em ascensão no mundo. A Amnistia Internacional registou um aumento de 20% nas execuções em relação ao valor de 2020 (um aumento de pelo menos 483 casos para pelo menos 579), enquanto o número de sentenças de morte conhecidas cresceu quase 40% (de pelo menos 1477 casos em 2020 para pelo menos 2052 em 2021).

Sugerir correcção
Ler 6 comentários