Bolsonaro volta a mudar o líder da Petrobras porque não quer mais subidas do preço da gasolina em ano eleitoral

José Mauro Coelho só esteve na direcção da petrolífera estatal por 39 dias e foi o terceiro despedido no mandato do actual Presidente. Bolsonaro teme o impacto da subida dos combustíveis nas presidenciais de Outubro.

Foto
A Petrobras tem sido uma dor de cabeça para Bolsonaro Pilar Olivares/Reuters

O Presidente brasileiro continua a mudar a direcção da empresa estatal de petróleos para conseguir que haja algum dos nomeados que não aumente o preço dos combustíveis. Jair Bolsonaro acaba de despedir o seu terceiro presidente da Petrobras desde que chegou ao poder, em 2018, e agora nomeou para o cargo alguém que não tem os requisitos para o exercer, de acordo com a Política de Indicações para a Alta Administração da Petrobras.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários