Onde é que tu estavas no 25 de Abril?

Convido-vos a ler, ou a reler, o último artigo do António Guerreiro aqui no PÚBLICO. Eu podia ter começado por aí.

Quem a fazia era o Armando Baptista-Bastos, mas quem a imortalizou foi o Herman José: onde é que estavas no 25 de abril? Assistir às entrevistas originais dá mais piada, e sentido, aos sketches do Herman. Para quem não assistiu: o Baptista-Bastos situava cada conversa, e cada entrevistado, relativamente ao 25 de Abril. Interessava-o com indisfarçável curiosidade se determinado acontecimento tinha sido antes ou depois da revolução e, claro, como se tinha o seu interlocutor posicionado no grande evento.

Sugerir correcção
Ler 28 comentários