A quimera do gelo de João Gonzalez e o abraço de Falcão Nhaga à sua mãe

Um pequeno edifício obsessivo, paisagens mentais ásperas, intrigantes: Ice Merchants. Um abraço íntimo e político à experiência migrante: Mistida. Assim se estreiam em Cannes João Gonzalez e Falcão Nhaga.

cinema-animacao,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,festival-cannes,indielisboa,
Fotogaleria
"Ice Merchants", o terceiro filme de João Gonzalez
cinema-animacao,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,festival-cannes,indielisboa,
Fotogaleria
João Gonzalez e Falcão Nhaga
cinema-animacao,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,festival-cannes,indielisboa,
Fotogaleria
"Mistida", de Falcão Nhaga

O quarto de João Gonzalez, diz-nos, “é uma decepção”. “Não há desenhos, não há referências” nas paredes. João não vê muitos filmes. “E não tenho lido muito”. Há por isso uma grande ilusão nesse quarto: partir do zero.

Sugerir correcção
Comentar