Assédio sexual “é um problema transversal à sociedade portuguesa”

“Não há um sítio que é o antro dos malfeitores e os outros são sítios assépticos”, afirma o reitor da Universidade de Lisboa, Luís Ferreira, a propósito das queixas de assédio na Faculdade de Direito (FDUL). Saúde mental dos estudantes da universidade vai ser avaliada.

Foto
Luís Ferreira é desde Outubro o responsável máximo pela maior universidade portuguesa Daniel Rocha

Luís Ferreira leva mais de 20 anos em cargos de gestão universitária. Foi pró-reitor e vice-reitor da Universidade Técnica de Lisboa e, desde 2015, vice-reitor da Universidade de Lisboa. Desde Outubro, é o responsável máximo pela maior instituição de ensino superior nacional, mas mantém um perfil discreto. “É feitio mesmo”, justifica. “Não sinto nenhuma necessidade de estar na ribalta.” Professor de Medicina Veterinária – continua a leccionar a disciplina de Nutrição e Alimentação –, é no apoio aos alunos que encontra a sua motivação. Desde a Técnica e mesmo agora, enquanto reitor, nunca deixou a pasta da acção social. “É no apoio aos estudantes que fazemos a diferença”.

Sugerir correcção
Ler 12 comentários