Alguma coisa o vento levou a Tiago Guedes

A expectativa, a curiosidade, eram grandes: o que levou a equipa de programação de Cannes a querer Restos do Vento na selecção oficial, sítio não excessivamente frequentado por portugueses? O resultado é decepcionante. O cinematograficamente correcto rouba ao espectador a tragédia.

Foto
Restos do Vento, de Tiago Guedes DR

Uma amostra do “quem é quem?” da ficção audiovisual portuguesa (os actores Albano Jerónimo, Nuno Lopes, Isabel Abreu, João Pedro Vaz, Gonçalo Waddington, Leonor Vasconcelos ou Maria João Pinho) está por estas horas em Cannes, onde se apresentou esta noite Restos de Vento, o filme de um Tiago (Guedes) co-escrito por outro Tiago (Rodrigues), que também é, prolongando o “quem é quem?”, o escolhido para dirigir o prestigiado Festival de Avignon.

Sugerir correcção
Comentar