Fraude com fundos europeus: temos mesmo a certeza que está tudo bem?

Para controlar a aplicação do PRR, o Governo desenhou uma “geringonça”. Está para demonstrar que a multiplicação de órgãos na governação do plano não atrapalhe mais do que ajude, mas o tempo dirá.

Na semana passada, participei no Programa “É ou não é”, que começou com excertos de um novo documentário da RTP e da FFMS; num destes, a comissária Elisa Ferreira afirmava que a fraude envolveu, no quadro de programação 2007-13, 0,71% dos fundos europeus o que, sublinhou, coloca Portugal abaixo da média comunitária de fraude. A mesma convicção tem o primeiro-ministro, que chegou a batizar de “autoflagelação” a nossa preocupação com o bom uso dos euros da UE.

Sugerir correcção
Ler 19 comentários