Quem são e o que dizem as testemunhas de Amber Heard?

Após um longo testemunho da própria actriz, amigos do ex-casal, familiares e pessoas que trabalharam com Amber Heard confirmaram ter assistido a actos violentos de Johnny Depp, enquanto outros recordaram ter observado marcas de violência na face e no corpo de Heard.

tribunal,johnny-depp,violencia-domestica,hollywood,eua,justica,
Fotogaleria
Amber Heard na 5º semana do julgamento de difamação contra ela EPA/KEVIN LAMARQUE / POOL
tribunal,johnny-depp,violencia-domestica,hollywood,eua,justica,
Fotogaleria
Johnny Deep com a advogada na 5ª semana do julgamento EPA/KEVIN LAMARQUE / POOL

Na quinta semana do julgamento por difamação contra Amber Heard, vários conhecidos da actriz foram chamados a testemunhar a favor desta. Perante o tribunal de Fairfax, no estado norte-americano da Virginia, as testemunhas algumas falaram em vídeos gravados antes e outras presencialmente denunciaram um comportamento abusivo e agressivo por parte do ex-marido de Heard, Johnny Depp.

Enquanto alguns amigos, familiares e profissionais que trabalharam com a actriz de Aquamen confirmaram ter assistido a actos violentos de Johnny Depp, outros recordaram ter observado marcas de violência na face e no corpo de Heard. Mas, afinal, quem são essas testemunhas e o que disse cada uma delas?

Whitney Henríquez (irmã de Amber Heard)

Whitney Henriquez afirmou ter detectado sinais de violência e que, ao longo da relação com Depp, Amber Heard passou de ser uma pessoa alegre para alguém “emaciada”. “Não dormia, desenvolveu um problema de coração”, descreveu Whitney, que retratou Depp como alguém encantador, gentil e generoso quando sóbrio, mas que se tornava violento e atirava objectos quando bebia.

Irmã de Amber Heard a testemunhar em tribunal Kevin Lamarque / Pool
Irmã de Amber Heard a ouvir os outros testemunhos Kevin Lamarque / Pool
Fotogaleria
Kevin Lamarque / Pool

Mas o momento mais tenso foi quando testemunhou sobre o dia em que diz ter sido agredida pelo ex-cunhado, que lhe terá batido nas costas quando se dirigia à irmã para a afastar de uma discussão. Depp, afirmou Whitney, correu atrás de si e bateu-lhe nas costas, com Heard imediatamente a defendê-la e a esmurrá-lo.

“O Johnny agarrou a Amber pelos cabelos com uma mão e estava a bater-lhe repetidamente na cara com a outra”, testemunhou, segundo avança a Rolling Stone. Nessa altura, relatou, um segurança de Depp afastou-o, mas o actor terá continuado a gritar “como um animal” e a insultar as duas.

Pouco depois do sucedido, Whitney disse que Depp lhe pediu que ela assinasse um acordo de confidencialidade, que ela recusou. “Foi depois deste ponto que Johnny me acusou de vender histórias aos media, o que é absolutamente falso”, acrescentou.

O mesmo episódio já foi relatado em tribunal por Heard e pelo segurança de Depp. A actriz contou que atacou Depp para proteger a irmã, mas o segurança deu outra versão dos acontecimentos, dizendo que o casal discutiu e que Heard atirou objectos contra Depp, como uma lata de Red Bull. Agora, Whitney voltou a falar da mesma lata, dizendo que foi Depp quem a atirou contra Heard, tendo falhado e acertado na sua enfermeira, Debbie Lloyd. A cuidadora, cujo testemunho pré-gravado já foi ouvido, não referiu qualquer pormenor sobre esta discussão.

Raquel “Rocky” Pennington (ex-melhor amiga de Heard)

A ex-melhor amiga de Amber Heard foi uma das outras cinco testemunhas a depor em defesa da actriz na quinta semana de julgamento. Em vídeo gravado ainda em Janeiro, embora nunca tenha presenciado o actor a bater em Heard, Raquel “Rocky” Pennington, conta ter visto ferimentos na cara e na cabeça de Heard, bem como danos na propriedade da actriz e de Depp. Tal terá acontecido depois de uma alegada discussão entre o casal na sua penthouse a 21 de Maio de 2016.

Quando Johnny Depp pediu a Heard para ir ter com ele, Pennington encontrava-se com a actriz. “Eu achei que era mesmo má ideia, mas não podes impedir alguém de ir ter à própria casa”, disse no seu testemunho, citada pelo Los Angeles Times.

Foto
"Rocky" Pennington a testemunhar a favor de Amber Heard Kevin Lamarque / Reuters

Mais tarde, a antiga amiga de Amber Heard foi alertada para o que estaria a acontecer em casa do casal. Assim que lá chegou, testemunhou ter ouvido o actor a gritar. “Ela estava a pedir por ajuda, e isso nunca tinha acontecido antes”, disse de Heard.

Quando Pennington tentou intervir, revela que Depp terá sido violento com ela. “Ele afastou as minhas mãos à força, então eu fui ter directamente com a Amber. Ela sentou-se no sofá e estava a chorar. Apenas pus o meu corpo sobre ela”, explicou.

Raquel “Rocky” Pennington afirmou, durante o testemunho transmitido em directo pela CourtTV, que Johnny Depp continuou a insistir com Heard, apesar das tentativas da então amiga para proteger a actriz. Acrescentou que, no caso de Depp se aproximar demasiado, recorreria a um cinzeiro que se encontrava na mesa de café.

Na altura dos acontecimentos, Pennington confessou-se “assustada” pela segurança da então melhor amiga. “No início, não estava preocupada”, disse. Contudo, “mais para o final, quando o abuso físico era mais evidente, estava preocupada”. O receio pela ex-amiga era acentuado pela “imprevisibilidade” de Depp e pela falta de “autopreservação” de Heard.

“Eu estava assustada pela Amber. Estava triste por ela e também pelo Johnny, dado que ele era meu amigo também. Eu queria mesmo que eles fossem capazes de ficar juntos”, acrescentou. Entretanto, quando confrontada com fotos das lesões de Amber Heard pelo procurador da mesma, confirmou que as lesões mostradas correspondem àquilo que tinha visto em pessoa.

Joshua Drew (ex-marido de Rocky)

Joshua Drew é o ex-marido de Raquel “Rocky” Pennington e também antigo amigo de Johnny Depp. No tribunal, testemunhou ter visto marcas na cara de Amber Heard, o que corrobora as acusações da actriz contra o ex-marido.

Durante o testemunho, contou ter ido à casa do casal, em conjunto com a ex-mulher, depois de a ter visto vandalizada, em 2015. “Entras na casa de alguém e descobres que foi vandalizada… nunca é algo bom”, disse, citado pela FandomWire. Acrescentou que após ver algo escrito por Depp no balcão da cozinha, percebeu que teria sido o actor a vandalizar a própria casa.

Um ano depois refere outro acontecimento na penthouse do casal de actores, para onde foi chamada, inclusive, a polícia. “Há danos nestes apartamentos e a cara dela está vermelha, se ela apresentar queixa, temos o suficiente aqui para o ir buscar”, terá dito um dos agentes sobre Depp.

No entanto, tal como a ex-mulher Pennington, Drew assegura não ter presenciado nenhum abuso por parte de Johnny Depp.

Melanie Inglessis (maquilhadora de Heard)

Através de vídeo, a ex-maquilhadora de Amber Heard confessa ter ajudado a actriz a esconder as lesões antes de esta aparecer no programa The Late Late Show with James Corden, em 2016, o que vai ao encontro das acusações de Heard contra o ex-marido. Melanie Inglessis testemunhou ter visto “descoloração debaixo dos olhos e do nariz e o que chamaria de corte no lábio”. Supostamente, faltava ainda um bocado de cabelo a Heard.

Para ajudar a esconder as marcas, a maquilhadora “cobriu a descoloração e as pisaduras [de Heard] com um corrector mais forte”. Usou ainda um batom mais vermelho do que o normal “para garantir que se conseguiria cobrir as lesões no lábio”, acrescenta, segundo a GeoNews.

Inglessis falou ainda do comportamento e do estado emocional da actriz. Segundo a antiga maquilhadora, antes da aparição de Heard na televisão, esta variava entre estados de “raiva” e de “tristeza”, revelando-se um “bocado errática”.

Elizabeth Marz (amiga de Heard)

O testemunho de Elizabeth Marz, amiga de Amber Heard, corrobora o que foi dito antes por Raquel Pennington. Uma vez, enquanto se encontrava em casa do casal, Depp chegou visivelmente bêbado e a segurar numa garrafa de vinho, contou. O actor terá gritado com Marz e a então melhor amiga de Heard, Pennington.

A amiga da atriz afirma mesmo que ficou assustada e acabou por se esconder no ginásio da penthouse do casal. Depois da alegada discussão entre o ex-casal, Marz relembrou as feridas que viu na face da amiga. “A cara dela estava vermelha e inchada. Parecia que tinha sido atingida de alguma forma”, disse no vídeo gravado em Novembro de 2019 e agora mostrado em tribunal, revela o Daily Mail.

Marz descreveu Depp como “combativo e zangado” no dia do acidente, 21 de Maio de 2021. “Ele correu para casa e assustou-me (...) porque estava embriagado e a gritar”, explicou.

“Se um homem crescido vem ter contigo e diz ‘Tira a tua cabra daqui’, a abanar uma garrafa de vinho grande, estou certa de que qualquer pessoa fugiria”, acrescenta Elizabeth Marz no seu testemunho gravado.

Kristy Sexton (coach de representação)

A coach de representação de Amber Heard – de 2011 a 2017 –, Kristy Sexton, foi outra das testemunhas a favor da actriz. Ao júri presente disse que Heard passou a fazer menos audições quando se envolveu numa relação com Johnny Depp. Houve mesmo “períodos em que não estava a fazer audições ou a trabalhar de todo”, continua.

Joshua Drew Kevin Lamarque / Pool
Melanie Inglessis Kevin Lamarque / Pool
Elizabeth Marz Kevin Lamarque / Pool
Kristy Sexton Shawn Thew / Pool
Fotogaleria
Kevin Lamarque / Pool

Sexton contou ainda, citada pelo Entertainment Weekly, que o relacionamento entre os dois começou bem, com ambos “apaixonados e sempre juntos de uma forma positiva”. Com o tempo, afirma que Heard começou a ficar mais frágil e passava muito tempo “a chorar no início das sessões” com ela. “Diria que no último ano em que eles estiveram juntos, 80 a 90% das nossas sessões começaram com ela a chorar”, testemunhou, perante o tribunal.

A coach admite que a actriz “tinha alguma dificuldade em chorar” enquanto actuava e que, por isso, percebia quando chorava de verdade. No testemunho que deu ao tribunal, assinalou também que ouvia o ex-casal “a lutar” e a discutir quando estava em casa deles para sessões de representação, indo ao encontro dos outros testemunhos.

Como resultado das alegadas agressões de Depp, Heard “tornou-se, progressivamente, uma eremita, apenas saindo de casa quando precisava”, acrescenta. Kristy Sexton notou ainda que a actriz perdia peso, particularmente quando estava sob stress. “Perdia peso e parecia esquelética. Mesmo antes do casamento deles, perdeu uma quantidade significativa de peso”, disse.

Sugerir correcção
Comentar