Receita anual do Estado com nova contribuição sobre as embalagens chega aos 20 milhões

Entrada em vigor da medida, que vai custar 30 cêntimos por embalagem aos consumidores, foi adiada de 1 de Janeiro para 1 de Julho deste ano. Ministério das Finanças esclarece que os dez milhões de receita prevista contida no OE actualmente em discussão, e que já estavam na proposta do OE de 2022 de Outubro do ano passado, são referentes apenas ao segundo semestre.

Foto
Medida que visa desincentivar embalagens de plástico de utilização única, entra em vigor a 1 de Julho Dariia Havriusieva/Getty Images

O encaixe anual para o Estado da contribuição sobre as embalagens de plástico de utilização única em refeições prontas, que vai entrar em vigor no próximo dia 1 de Julho, é de 20 milhões de euros, de acordo com as informações prestadas ao PÚBLICO por fonte oficial do Ministério das Finanças.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários