Varíola-dos-macacos: Portugal é o segundo país com mais casos na Europa mas não exige isolamento

Para já não há recomendações de isolamento aos casos confirmados ou suspeitos. Também ainda não terá sido possível esclarecer se existe alguma relação entre os 14 homens infectados. Por fim, as autoridades de saúde portuguesas também não divulgam se têm vacinas nem se as pretendem utilizar.

Foto
Imagem microscópica de uma partícula do vírus monkeypox que já infectou 14 pessoas em Portugal CDC

Portugal mantém 14 casos confirmados de varíola-dos-macacos (também conhecido como VMPX, vírus monkeypox), sendo o segundo país com mais pessoas infectadas fora do continente africano. Apesar de as autoridades de saúde terem confirmado na quarta-feira a existência de mais de duas dezenas de casos suspeitos (incluindo os 14 que foram depois confirmados), não houve ainda qualquer informação sobre os resultados das análises em curso até ao momento. Também não existe, para já, recomendação de isolamento para os casos confirmados ou suspeitos, nem respostas sobre o número de vacinas contra a varíola existentes na reserva portuguesa.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários