National Geographic Summit: Um dia para mudar os próximos, aceita o desafio?

Depois de dois anos de ausência, o National Geographic organiza este mês o seu 4º Summit em Lisboa. Com nomes reconhecidos na área da investigação, o desafio é dedicarmos um dia a pensar como podemos moldar o futuro.

Foto
David Doubilet e Jennifer Hayes Kelly Stremmel

O National Geographic é uma das marcas que mais moldou a curiosidade e o conhecimento científico dos portugueses - tendo marcado várias gerações com as suas investigações, publicações e programas televisivos. De há uns anos para cá, fazendo jus à sua história com o país, o National Geographic passou a organizar um Summit em Lisboa, onde traz em discurso directo alguns dos maiores nomes de referência da organização e que, para todo o público interessado, vão explorar os limites do conhecimento e fazer uma radiografia ao estado actual da natureza e das espécies.

Depois de dois anos de pausa, o National Geographic Summit volta este ano para a sua 4ª edição, no dia 31 de Maio, no Teatro Tivoli BBVA em Lisboa. O tema não é novo, mas é cada vez mais urgente: a utilização indiscriminada de recursos do planeta faz com que os limites planetários sejam ultrapassados mais cedo a cada ano. Embora a Natureza seja uma sobrevivente natural, é preciso tempo e espaço para a ajudar a regenerar-se… e a sociedade de consumo rápido onde vivemos não os está a dar. Um dia para mudar os próximos” é um espaço de reflexão sobre como a humanidade e a natureza podem conviver de forma harmoniosa. Dos oceanos aos territórios mais inóspitos, através da ciência e da exploração, as caras do National Geographic vêm a Portugal explicar o presente e o futuro na primeira pessoa.

Os ecossistemas e a harmonia ambiental

Esta viagem, com a duração de um dia, leva-nos um pouco por cada um dos cantos do mundo. O evento tem início com o testemunho de Bertie Gregory, que tem colaborado com a National Geographic desde o início da sua carreira como fotógrafo, realizador e apresentador de filmes, com vários reconhecimentos, talvez o maior tenha sido quando recebeu um Bafta pela cinematografia, da série com David Attenborough, “Seven Worlds, One Planet”.

, Bertie Gregory,Bertie Gregory
David Doubilet e Jennifer Hayes Kellly Stremmel
Dwayne Fields Michael Wharley
Fotogaleria
Bertie Gregory,Bertie Gregory

David Doubilet e Jennifer Hayes são um casal e dos mais reputados fotógrafos da National Geographic. Nesta conferência vêm falar sobre as aprendizagens que tiraram dos oceanos, com a conferência “Underwater worlds: o que os oceanos nos podem ensinar”. Especialmente fruto do seu trabalho fotográfico nos oceanos, Doubilet - que é reconhecido como uma das lendas da National Geographic, em conjunto com Hayes - vem falar dos comportamentos que podemos todos adoptar e alterar para preservar a biodiversidade dos oceanos. Com Dwayne Fields passamos da água para o gelo e vamos saber mais sobre as maiores aventuras do explorador num dos territórios mais inóspitos do mundo… e que simultaneamente despertam mais curiosidade: o Pólo Norte. Dwayne Fields, apresentador de programas da BBC, ganhou notoriedade em 2010 quando se tornou no primeiro jovem negro britânico a percorrer 370 quilómetros até chegar ao Pólo Norte Magnético. Dwayne foca-se principalmente em encorajar a juventude em explorar a natureza e a torná-los mais conscientes dos actuais desafios do mundo.

Dominique Gonçalves Charlie Hamilton James
Celine Cousteau CAPKINVA CCP
Fotogaleria
Charlie Hamilton James

Para dar a conhecer mais sobre a importância da harmonia entre a natureza e o homem a National Geographic apresenta Dominique Gonçalves e Céline Cousteau. Dominique Gonçalves é uma ecologista moçambicana nascida e criada na Beira e que lidera actualmente o Elephant Ecology Project. Com a conferência “Preserve to coexiste: O elo entre conservação e desenvolvimento” vai mostrar como a acção do homem determina e influencia o movimento dos elefantes e a consequente expansão do seu raio de acção em relação ao uso do habitat. Já Céline Cousteau, neta do conhecido explorador Jacques Cousteau, partilha em Lisboa a sua experiência imersiva em tribos isoladas na floresta amazónica. Céline é uma defensora ávida da importância de unir as pessoas e o meio ambiente e também de reconhecer que zelarmos em conjunto pelo futuro dos povos indígenas é vital para o futuro do planeta.

Na manhã do dia 31 de Maio, a National Geographic organiza, ainda, uma sessão para os mais novos, com mais uma edição do National Geographic Summit Junior. Dominique Gonçalves, Ricardo Rocha e Martini Panisi explicam aos mais novos, com histórias simples e elucidativas, a importância de olharmos pelo futuro do nosso planeta.

Um dia para mudar os próximos é tudo o que o National Geographic pede, dos mais jovens aos mais velhos. Os bilhetes já estão à venda nos sítios habituais.

Advertisement

Sugerir correcção
Comentar