A ArcoLisboa é uma prioridade para Carlos Moedas

Com um total de 65 galerias representadas, a feira de arte contemporânea regressa na próxima semana depois de uma ausência forçada de dois anos devido à pandemia.

Foto
A ArcoLisboa já não se realiza desde 2019 rui gaudêncio

Propondo um período gratuito de três horas no sábado para os jovens entre os 18 e os 25 anos, uma das novidades desta edição, a feira de arte contemporânea ArcoLisboa regressa na próxima semana à Cordoaria Nacional com 65 galerias de 14 países, depois de uma ausência forçada de dois anos devido à pandemia. A organização volta a ser dividida entre o Ifema, que organiza a feira espanhola ArcoMadrid, e a Câmara Municipal de Lisboa (CML).

Sugerir correcção
Comentar