Associação com alegadas ligações ao Kremlin recebeu 126 mil euros do Estado português

Entre 2013 e 2019, o Alto Comissariado para as Migrações atribuiu verbas para programas de apoio à integração de imigrantes à Edinstvo, a associação de Setúbal liderada pelo destacado representante da comunidade russa em Portugal, Igor Khashin.

Foto
Sónia Pereira lidera o alto Comissariado para as Migracoes (ACM), organismo que transferiu as verbas Rui Gaudencio

A Associação dos Imigrantes dos Países de Leste – Edinstvo, que está desde o fim de Abril no centro da polémica sobre o acolhimento de refugiados da Ucrânia no município de Setúbal por alegadamente ter ligações a Moscovo, recebeu apoios do Estado português no valor total de 126.578 euros entre 2013 e 2019.

Sugerir correcção
Ler 56 comentários