Ursula Bellugi (1931-2022), a mãe da neurobiologia da língua gestual americana

A língua gestual, nos mais diferentes idiomas, foi tida durante muito tempo como uma tradução. Coube a Ursula Bellugi provar que as línguas gestuais são línguas por direito próprio. A neurocientista morreu a 17 de Abril, aos 91 anos.

Foto
Ursula Bellugi era professora emérita e directora do Laboratório de Neurociências Cognitivas do Instituto Salk DR

A história da língua gestual portuguesa remonta ao século XIX, quando o rei D. João VI, O Clemente, chamou a Portugal Pär Aron Borg, um sueco que investia na educação de surdos. Em 1823, depois dessa visita, foi criada a primeira escola portuguesa com o ensino de língua gestual. Mas foi preciso esperar por 1997 para que a Língua Gestual Portuguesa fosse reconhecida como uma das línguas oficiais, ao lado do português e do mirandês. Nos EUA, a história não é muito diferente e, até à década de 1970, as línguas gestuais eram consideradas formas menores de comunicar, sendo que muitas crianças surdas não eram encorajadas a aprendê-la.

Sugerir correcção
Comentar