CGTP e UGT prometem sair para a rua contra o “drama” da inflação

É com uma inflação de 7,2% que os sindicatos assinalam o 1.º de Maio. Se não houver avanços nos salários e se o Governo insistir em manter o aumento de 0,9% na função pública, tanto a CGTP como a UGT prometem reforçar a contestação e nenhuma forma de luta será descartada.

Foto
Há um ano, o Dia do Trabalhador ainda se celebrou com restrições, por causa da pandemia Nuno Ferreira Santos

Sugerir correcção
Ler 2 comentários