Uma instituição em modo de sociedade secreta

Bem mais lucrativa do que as congéneres das capitais de distrito, a Misericórdia de Idanha tem 4,5 milhões de euros nos bancos e só em Novembro divulgou as contas que era obrigada a publicar desde 2015.

Foto
Idanha-a-Nova (foto de arquivo) Enric Vives-Rubio

A Misericórdia de Idanha-a-Nova não é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) como a esmagadora maioria das outras. Desde logo porque parece nadar em dinheiro. Depois porque funciona em modo de sociedade secreta e foge da transparência que a lei impõe como o diabo da cruz. Mas também porque tem um património e uma quantidade de equipamentos sociais que são invulgares num concelho com pouco mais de 8 mil habitantes e fazem dela uma das grandes misericórdias do país.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários