Elon Musk e a busca pela verdade

Aos 50 anos, Elon Musk vê-se como um “déspota da liberdade de expressão”. O homem mais rico do mundo quer comprar o Twitter para proteger o direito das pessoas falarem, livremente, na Internet. Em criança, expressar-se da forma correcta era um desafio.

Foto
Elon Musk quer o Twitter Reuters/POOL

O homem mais rico do mundo não quer fazer parte de uma realidade onde não pode partilhar as suas ideias sem filtro na Internet. Nem num universo em que outros não o possam fazer. Por isso, em 2022, Elon Musk decidiu que vai comprar a sua rede social preferida. É pelo bem da humanidade, garante. Menos de duas semanas depois de se ter tornado no principal accionista do Twitter, o chefe da Tesla e da empresa de foguetões reutilizáveis SpaceX apresentou uma proposta para comprar as restantes acções da rede social por cerca de 43 mil milhões de dólares (são 54,20 dólares, ou 49,70 euros, por acção).

Sugerir correcção
Ler 39 comentários