(Mais) uma fraude made in América: “Como raio conseguiste nove mil milhões de dólares sem ter nada?”

The Dropout: A História de uma Fraude é a melhor das séries sobre milionários vigaristas com que o streaming bombardeou os espectadores nos últimos meses. A Elizabeth Holmes de Amanda Seyfried e Liz Meriweather explicam-na ao PÚBLICO.

Foto
Amanda Seyfried como Elizabeth Holmes em "The Dropout" Hulu/Disney

Eis que o espectador chega à meta da atordoante corrida das séries sobre vigaristas e fundadores de Silicon Valley que os últimos três meses puseram no ecrã do streaming. The Dropout: A História de uma Fraude, a última a chegar, é provavelmente, a vencedora. Neste convite constante para ver mais uma série e estar a par de mais uma conversa, tem todos os ingredientes das suas antecessoras (equipa de prestígio, incrível história real) mas tem algo que a distingue — uma interpretação contagiante de Amanda Seyfried, daquelas que sugerem Emmy, e um tema premente mas menos óbvio. “Nos últimos anos tem havido um ataque à ideia de verdade objectiva, em especial, recentemente, quanto à verdade científica”, diz ao PÚBLICO a autora, Elizabeth Meriweather. “É um momento particularmente relevante para esta conversa.”

Sugerir correcção
Ler 3 comentários