António foi condenado por ter matado a namorada. MP ignorou o facto quando outra mulher se queixou dele

Último relatório da Equipa de Análise Retrospectiva de Homicídio em Violência Doméstica diz que o tratamento deste caso pela justiça “merece uma séria reflexão”.

Foto
António tinha sido condenado a 13 anos de prisão por ter assassinado a namorada José Fernandes

Em 2017 António foi condenado num tribunal de primeira instância a 13 anos de prisão por ter assassinado uma mulher, Sandra, com quem mantinha uma relação há cerca de um ano. Ela quis terminá-la, ele não aceitou, esganou-a no quarto da pensão onde estava a viver, provocando-lhe a morte por asfixia.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários