Atraso no arranque da legislatura adia entrega do relatório de segurança interna

Lei obriga a que o RASI seja apresentado até 31 de Março, mas tal não foi possível devido ao atraso no arranque da actual legislatura, que fez com que o novo Parlamento começasse a funcionar apenas no final do mês passado.

Foto
Dados provisórios apontam para descida de 9% da criminalidade violenta e grave Rui Gaudencio

Com a Assembleia da República dissolvida desde o início de Dezembro passado, na sequência do chumbo do Orçamento de Estado apresentado pelo anterior Governo, a entrega do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) relativo a 2021, que, por imposição legal, deveria ter sido entregue no Parlamento até ao final de Março, “sofreu um ajustamento pontual”.

Sugerir correcção
Comentar