Cerâmicas queixam-se de que apoio de 400 mil euros no gás “é curto”

O Governo quer subsidiar a fundo perdido 30% do aumento dos custos do gás natural nas empresas industriais em 2022, com “um limite por empresa de 400 mil euros”.

Foto
Adriano Miranda

As empresas industriais que usam o gás natural como principal combustível vão ter uma ajuda para atenuar os impactos da subida desta energia nos mercados internacionais, uma situação que já vinha desde o ano passado, mas que se agravou com a guerra da Rússia contra a Ucrânia.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários