Turismo ferroviário dá os primeiros passos por terras beirãs

O êxito de um passeio pela Beira Interior num comboio especial com quase 500 passageiros poderá encorajar autarcas e CP a programar uma oferta regular de turismo ferroviário na linha da Beira Baixa.

Foto
Primeiro acompanhou-se o Tejo, depois foi a vez do Mondego

Sai-se do Entroncamento e o Tejo acompanha-nos sempre. Vila Nova da Barquinha e o castelo de Almourol logo a seguir. Tancos, Praia do Ribatejo, Constância, Abrantes. A longa ponte metálica sobre o rio que se atravessa para chegar a Alferrarede. E depois Mouriscas, Belver, Barca da Amieira. A paisagem é agora menos humanizada. O comboio circula mesmo à beirinha do Tejo, que é o centro das atenções de centenas de pessoas que o avistam e fotografam desde as janelas – abertas – das carruagens vermelhas que contrastam com o verde da paisagem.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários