Will Smith pede desculpas a Chris Rock e é investigado pela Academia, que ignorou a agressão para que o espectáculo continuasse

Consternação instalou-se depois de horas em que o espectáculo simplesmente continuou, na televisão e nas festas. As audiências subiram, Smith foi celebrado, e os humoristas e os críticos preocuparam-se.

Foto
Will Smith à chegada da festa da revista "Vanity Fair" após os 94.ºs Óscares EPA/NINA PROMMER

Um dia depois de ter desferido “o estalo que foi ouvido em todo o mundo”, como está a ser descrita a agressão de Will Smith a Chris Rock, o actor pediu finalmente desculpas — ao humorista. “Excedi-me e errei”, escreveu num post no Instagram numa altura em que, após a aparente normalização do acto durante a cerimónia e nas festas que se lhe seguiram, a indústria estar a censurar publicamente a sua reacção violenta a uma piada. A Academia dos Óscares está a realizar reuniões de emergência e a consternação começa a instalar-se depois de horas em que o espectáculo simplesmente continuou.

Sugerir correcção
Ler 41 comentários