Utentes e SNS já pouparam este ano 106 milhões com genéricos. Subida de custos pode levar à saída de medicamentos do mercado

Indústria está preocupada com o impacto que a escalada dos custos pode ter no mercado. O problema agravou-se com a pandemia e a guerra na Ucrânia veio provocar a “tempestade perfeita”, diz a presidente da Apogen, que afirma que é essencial que o Ministério da Economia olhe para este sector como prioritário.

Foto
A presidente da Apogen, Maria do Carmo Neves Daniel Rocha

Desde 1 de Janeiro até à última sexta-feira, a venda de medicamentos genéricos nas farmácias já permitiu ao SNS e aos utentes pouparem 106 milhões de euros, segundo dados da Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (Apogen). Mas o sector está preocupado com o impacto que a escalada dos custos na produção e distribuição dos medicamentos pode ter no mercado, levando ao desaparecimento de alguns produtos. O problema não é novo, agravou-se com a pandemia e a guerra na Ucrânia veio provocar a “tempestade perfeita”, diz a presidente da Apogen, que afirma que é essencial que o Ministério da Economia olhe para este sector como prioritário.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários