Renováveis alertam para risco de “taxação excessiva” no combate à crise energética

O presidente da Associação das Energias Renováveis (Apren) diz que as medidas para travar os preços do mercado grossistas não podem onerar os produtores.

Foto
Sem produção renovável, o preço de mercado em 2021 teria sido mais caro em 88 euros por MWh, garante a Apren Reuters/BING GUAN

O presidente da Associação de Energias Renováveis (Apren) defendeu esta segunda-feira que as soluções que se venham a negociar com Bruxelas para travar o preço da electricidade não podem passar por “uma taxação excessiva” dos produtores.

Sugerir correcção
Comentar