Com João Costa não haverá surpresas na Educação

Novo ministro é secretário de Estado há mais de seis anos, um período que mudou a realidade do ensino. Directores satisfeitos com nomeação de João Costa. Já os sindicatos esperam por um “novo ciclo de diálogo”.

Foto
João Costa é professor catedrático da UNL Nuno Ferreira Santos

“Costumo dizer que ‘estou de secretário de Estado, não sou’”. Esta é uma frase várias vezes repetida pelo novo ministro da Educação, João Costa, durante os seis anos e meio em que foi secretário de Estado de Tiago Brandão Rodrigues, que abandonou agora o Governo, depois de ter batido o recorde de permanência neste cargo.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários